Informação útil

Apoio ao Empresário

O Município de Tavira possui um gabinete que, entre outros objetivos, visa proporcionar apoio ao investidor local, bem como acompanhar e prestar informação às empresas e pessoas que pretendam instalar a sua atividade neste concelho.

Principais serviços prestados:

  • Divulgação das potencialidades económicas e oportunidades de negócio do concelho, com vista à captação de novos investimentos;
  • Informação sobre procedimentos a tomar pelo investidor, para a concretização do seu investimento;
  • Divulgação de instrumentos financeiros, nomeadamente, apoios nacionais e comunitários existentes para os potenciais investimentos a serem realizados pelo tecido empresarial;

 

Contactos

Gabinete de Planeamento e Gestão de Investimentos
Município de Tavira
Morada: Edifício André Pilarte
Rua D. Marcelino Franco, 4 | 8800 – 347 Tavira
Telefone: 281 320 591
Fax: 281 320 571

 

Financiamentos  

PRODER

O PRODER é um instrumento estratégico e financeiro de apoio ao desenvolvimento rural do continente, para o período 2007-2013, aprovado pela Comissão Europeia, Decisão C(2007)6159, em 4 de Dezembro.

Cofinanciado pelo FEADER – Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural aproximadamente em 3,5 mil milhões de euros, envolve uma despesa pública de mais de 4,4 mil milhões de euros.

Decorrente do Plano Estratégico Nacional – PEN, que define as orientações fundamentais para a utilização nacional do FEADER, a estratégia nacional para o desenvolvimento rural escolhida em função das orientações estratégicas comunitárias, visa a concretização dos seguintes objetivos:

  • Aumentar a competitividade dos sectores agrícola e florestal;
  • Promover a sustentabilidade dos espaços rurais e dos recursos naturais;
  • Revitalizar económica e socialmente as zonas rurais.

 

Consulte os avisos de candidatura em:

http://www.proder.pt/homepage.aspx 

http://www.in-loco.pt/site/index.php?name=News&file=article&sid=154 

http://www.atbaixoguadiana.pt/site/index.php?module=ContentExpress&func=display&ceid=52 

 

PROMAR - Programa Operacional da Pesca

O PROMAR - Programa Operacional da Pesca é o novo regime que define os objetivos e prioridades para o sector da pesca para o período 2007-2013, estruturado de forma a garantir a prossecução dos objetivos estratégicos definidos no Plano Estratégico Nacional e dos princípios orientadores previstos no Fundo Europeu das Pescas.

Aprovado em Dezembro de 2007 pela Comissão Europeia, com um montante global de apoios públicos ao sector em 325 milhões de euros, este programa tem como objetivo global "promover a competitividade e sustentabilidade a prazo das empresas do sector, apostando na inovação e qualidade dos produtos, aproveitando melhor as possibilidades da pesca e potencialidades da produção aquícola e adaptando o esforço de pesca aos recursos pesqueiros disponíveis".

As atuações que se pretendem levar a efeito no âmbito do PROMAR, encontram-se agrupadas em quatro eixos:

Eixo 1 - Adaptação da Frota de Pesca;
Eixo 2 - Aquicultura, Transformação e Comercialização dos Produtos da Pesca e da Aquicultura;
Eixo 3 - Medidas de Interesse Coletivo;
Eixo 4 - Desenvolvimento Sustentável das Zonas de Pesca.

 

Saiba mais: http://www.dgrm.min-agricultura.pt/xportal/xmain?xpid=dgrm&actualmenu=106028&selectedmenu=106028&xpgid=genericPage&conteudoDetalhe=283759 

 

GAC - Grupos de Ação Costeira

Os Grupos de Ação Costeira (GAC) foram criados ao abrigo do PROMAR – Programa Operacional Pesca 2007-2013, no eixo prioritário 4 - “Desenvolvimento Sustentável das Zonas de Pesca”.

O GAC Sotavento do Algarve é uma parceria entre entidades públicas e privadas que assume a responsabilidade de implementar uma estratégia de desenvolvimento na zona costeira do sotavento do Algarve.

O GAC Sotavento do Algarve interage como organismo intermédio, entre os promotores e a autoridade de gestão do PROMAR, tendo por função dinamizar, receber, avaliar e propor projetos à autoridade de gestão do PROMAR para aprovação. Após aprovação, o GAC Sotavento do Algarve tem por função acompanhar e verificar a execução material e financeira dos projetos.

A estratégia de desenvolvimento costeiro do sotavento do Algarve desenvolve-se através do apoio a projetos que beneficiem as comunidades locais contribuindo para incrementar a atratividade dessas regiões e a manutenção ou criação de emprego, tendo como objetivo principal a promoção da pluriatividade e a reconversão dos profissionais do sector da pesca para atividades mais remuneradoras bem como o surgimento de iniciativas inovadoras ligadas ao mar, salvaguardando em simultâneo o património cultural e ambiental das zonas costeiras.

Os destinatários, diretos ou indiretos, das ações a empreender pelos beneficiários do Eixo 4 do PROMAR são os profissionais do sector das pescas e suas famílias.

Para mais informações consulte: http://www.gacsotavento.com/ 

 

PO ALGARVE 21 - Programa Operacional Regional do Algarve

O Programa Operacional Regional do Algarve – PO Algarve 21, instrumento de política que assume prioridades de investimento na região para o período de 2007-2013, visa atingir, entre outros, os seguintes objetivos:

  • qualificação, inovação e robustecimento da economia
  • valorização dos recursos humanos e criação de mais competências
  • promoção de um modelo territorial equilibrado e competitivo
  • consolidação de um sistema ambiental sustentável

 

Inserido no QREN – Quadro de Referência Estratégico Nacional para o período 2007-2013, o PO Algarve 21 conta com uma dotação de FEDER de 175 milhões de euros e orienta o investimento para três Eixos Prioritários:

  • a competitividade, inovação e conhecimento
  • a proteção e qualificação ambiental
  • a valorização territorial e o desenvolvimento urbano

 

Consulte os avisos de candidaturas em: http://www.ccdr-alg.pt/ccdr/index.php?module=ContentExpress&func=display&ceid=422

 

Tags: