Santa Luzia e Luz de Tavira “Parque Natural da Ria Formosa”

[ver mapa do percurso]

Partindo da estação de comboios de Tavira, contorne a rotunda e siga na primeira avenida à direita, ladeando a Escola Secundária de Tavira. No entroncamento volte de novo à direita, seguindo a indicação para Santa Luzia, localidade que encontrará a cerca de dois quilómetros de Tavira.

De 1577 datam os primeiros registos da povoação edificada por iniciativa de pescadores. A Ermida é dedicada a Santa Luzia, mártir siciliana e protetora dos que padecem dos olhos e padroeira da freguesia. Em Santa Luzia, designada "Capital do Polvo", assista à chegada ao cais dos barcos carregados de cefalópodes. Aprecie a vida desta localidade piscatória e as artes de pesca que convivem com o turismo e a hospitalidade das suas gentes. Saboreie num dos restaurantes, a típica gastronomia do polvo. Santa Luzia, com apenas 430 hectares, é a mais pequena freguesia do concelho de Tavira. No largo da igreja poderá observar a Igreja Matriz de Santa Luzia do século XVI, posteriormente reconstruída em meados do século XX, com a ajuda da população.

Em direção ao mar vá até à Praia da Terra Estreita, extenso areal situado em pleno Parque da Ria Formosa, mesmo em frente à povoação, cujo acesso é assegurado por uma carreira regular de barcos. Poderá também seguir a marginal de Santa Luzia em direção a Pedras D'El Rei e dirigir-se à Praia do Barril, a qual tem acesso pedestre ou através de um pequeno comboio do complexo turístico. Observe o imponente "cemitério das âncoras" e vestígios da antiga armação do atum existente em 1842, reconvertido numa área comercial. De volta à E.R. 125, passando o Aldeamento Pedras D'El Rei encontrará à sua esquerda a famosa oliveira bimilenária, classificada de interesse público em 1984, com uma copa de 7,70 metros de altura e um diâmetro maior de 11,80 metros.

Ao chegar a E.R. 125, volte à sua esquerda em direção a Faro. A cerca de quatro quilómetros encontrará Luz de Tavira. Observe no centro da vila casas típicas com platibandas trabalhadas em argamassa na parte superior das fachadas e chaminés típicas, muito pronunciadas ou entalhadas. À saída da vila, no Largo da República, visite a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Luz. Trata-se de um templo de fachada maneirista, com um portal lateral manuelino, com intercolúnios e capitéis lavrados com parras e cachos de uvas. No interior da Igreja destaca-se um retábulo maneirista, datado do século XVI.

Retome novamente a direção de Faro e verá à esquerda a indicação Torre de Aires ou Ares. Visite este monumento circular em alvenaria, de origem medieval ou possivelmente árabe, que com o Castelo de Tavira e outras torres, integrava o sistema defensivo da região. A poucos quilómetros desta torre existem vestígios da antiga cidade romana de Balsa (século I a VI), ainda inexplorada e talvez um dos mais importantes povoados romanos na península Ibérica (propriedade privada).

Regressando à E.R. 125, direção Faro, à esquerda encontrará Livramento. Visite a Ermida de Nossa Senhora do Livramento, datada de 1708, templo de pórtico simples, rematado por um frontão curvo ladeado por dois campanários. No seu interior encontramos um altar barroco, construído com mármores algarvios.

 

Tags: