Qualidade do Ar

O ar que nos rodeia é constituído essencialmente por azoto e oxigénio, mas pode conter também partículas e gases poluentes.

As fontes de emissão dos poluentes atmosféricos podem ser de origem antropogénica (tráfego automóvel, atividade industrial, entre outras) ou de origem natural (atividade vulcânica, incêndios de origem natural, ação do vento, entre outras).

A Organização Mundial de Saúde identifica as partículas em suspensão, o dióxido de azoto (NO2), o dióxido de enxofre (SO2) e o ozono troposférico (O3) como os poluentes atmosféricos mais prejudiciais para a saúde humana.

 

Quais os efeitos da poluição?

A poluição atmosférica provoca efeitos na nossa saúde:

- Doenças respiratórias (asma, bronquite, enfisema pulmonar) e cardiovasculares (enfarte do miocárdio, AVC);

- Problemas de fertilidade, podendo também estar associada a cancro do pulmão ou a Alzheimer e demência;

- Morte prematura e diminuição da qualidade de vida;

Nos ecossistemas:

- Afeta a qualidade da água e do solo e, consequentemente, a fauna e flora;

- Afeta a diversidade das espécies, reduzindo a biodiversidade;

- Danifica a agricultura, florestas e plantas, reduzindo a sua taxa de crescimento.

Os Poluentes atmosféricos, como ozono, partículas e óxidos de azoto, têm influência na radiação solar retida pela superfície terrestre e refletida para a atmosfera, contribuindo para o aquecimento global do planeta e provocando as alterações climáticas.

As chuvas ácidas e o “Smog” são também efeitos negativos para o planeta, decorrentes da poluição atmosférica.

 

Legislação

O Decreto – Lei nº 102/2010, de 4 de fevereiro, fixa os objetivos para a qualidade do ar ambiente tendo em conta as normas, as orientações e os programas da Organização Mundial da Saúde, destinados a evitar, prevenir ou reduzir as emissões de poluentes atmosféricos e procede à transposição para o direito interno da Directiva nº 2008/50/CE, de 21 de maio, relativa à qualidade do ar ambiente e a um ar mais limpo na Europa.

 

Rede de monitorização

A CCDR Algarve é a entidade responsável pela gestão da rede de monitorização da qualidade do ar do Algarve, a qual é constituida por 4 estaçãoes de monitorização da qualidade do ar.

 

As estações da qualidade do ar, estão equipadas com analisadores automáticos que monitorizam em contínuo e em tempo real a concentração dos principais poluentes atmosféricos.

 

Os dados são recolhidos para um sistema de software que permite a sua visualização e acesso remotamente, sendo encaminhados para a Base de Dados On-Line da Qualidade do Ar-QUALAR, sistema que é gerido pela Agência Portuguesa do Ambiente, a qual disponibiliza diariamente, em conjunto com as CCDR, a informação sobre a qualidade do ar, na forma de índice da qualidade do ar.

Os dados podem ser consultados através do endereço qualar.apambiente.pt (QualAr – Base de Dados Online com informação sobre Qualidade do Ar).

 

Campanha por um País com bom Ar

Consciente de que o ar é um recurso essencial à vida e com repercussões diretas e indiretas no ambiente, sendo a sua qualidade determinante para a saúde pública e para a qualidade de vida da população, o Município de Tavira, associou-se à Agência Portuguesa do Ambiente e assinou um Protocolo de Cooperação para a promoção da divulgação da campanha “Por um País com bom Ar” e das iniciativas do Dia Nacional do Ar (instituído a 12 abril).

 Sensibilizar as pessoas para comportamentos e estilos de vida mais amigos do ambiente e com vista à melhoria da qualidade do ar que respiramos é o objetivo da campanha.

Faça parte desta campanha... conheça o ar que respira.

Mais informação em: Por um País com Bom Ar

 

Como podemos reduzir as emissões de gases poluentes?

Cada um de nós pode contribuir para melhorar a qualidade do ar que respira!

- Utilizar transportes coletivos;

- Fazer as pequenas deslocações a pé ou de bicicleta;

- Efetuar as revisões periódicas do veículo e manter os pneus calibrados; isso diminui a emissão dos poluentes e poupa dinheiro;

- Na compra de um veículo novo, tenha em consideração a sua eficiência energética e o seu consumo. Opte por automóveis de baixo consumo energético e com um combustível mais eficiente;

- Limitar o uso do automóvel ao estritamente necessário;

- Abastecer o veículo fora das horas de maior calor;

- Moderar a utilização do ar-condicionado no veículo;

- Apostar na mobilidade partilhada;

- Fazer uma condução eficiente (arrancar suavemente; reduzir a velocidade, utilizar o travão do motor, evitar acelerações e travagens bruscas);

- Poupe energia no seu dia-a-dia, e desta forma contribua para a diminuição das emissões de gases poluentes e poupa na fatura da eletricidade;

- Plante árvores! As árvores ajudam a fixar o dióxido de carbono do ar e libertam oxigénio, ajudando na purificação do ar.

 

Sabia que…?

- Portugal está nos dez países que apresentam melhor qualidade do ar, entre os 41 países presentes no relatório da Agência Europeia do Ambiente?

- Estima-se que a poluição atmosférica seja responsável pela morte de 6.000 portugueses todos os anos?

- Na União Europeia, 6,5 milhões de pessoas adoecem anualmente devido à poluição do ar?

Tags: